Belém - PA, 16 de dezembro de 2017

E Esporte

Elenco bicolor destaca o que precisa ser corrigido no time

, Esporte
  • O volante do Paysandu, Renato Augusto apontou a falta de atenção como o fator responsável pelo fiasco apresentado pelo Paysandu diante do Figueirense. “Houve um pouco de falta de atenção e que precisa ser corrigido”, avaliou o jogador, ao comentar o gol sofrido pela equipe na reta final do primeiro tempo do jogo de sábado.

    “Indo para o intervalo em desvantagem acaba complicando muito as coisas para o segundo tempo”, disse Renato, que admitiu a falta estabilidade do Papão na Série B. “Não é possível que uma equipe que consegue bons resultados lá fora, contra equipes fortes, dentro de casa, onde a gente deveria fazer valer, as coisas não aconteçam”, lamentou.

    De acordo com o volante, os jogadores têm se cobrado bastante. “A gente tem conversado bastante e nessas conversas nos cobrado”, contou. “Acredito que o grupo está tendo muita ansiedade nos jogos dentro de casa e isso, com certeza, está nos prejudicando bastante”, avaliou.

    TRISTEZA, DECEPÇÃO  E ANSIEDADE

    Um time inconfiável e que vem, há algum tempo, oscilando na Série B do Brasileiro. Este tem sido o Paysandu, que tem abusado em perder pontos jogando em casa – até aqui foram 18 – e, algumas vezes, surpreendendo longe de Belém, onde conquistou 11 dos 23 pontos que soma na disputa. Após a derrota de sábado (5), o técnico Marquinhos Santos apontou a ansiedade e a falta de concentração como responsáveis pelo insucesso da equipe jogando ante a sua torcida. 

    “Tenho conversado com os jogadores. A ansiedade acaba sendo maior que a concentração”, acusou. “Precisamos trabalhar a parte psicológica”, prosseguiu. “Temos de entender que, sendo Curuzu ou Mangueirão, é a nossa casa. Temos de vencer aqui”, salientou.


    TORCEDOR FEZ SUA PARTE

    O treinador que sempre pede apoio da Fiel, reconheceu que o torcedor atendeu ao chamado, mas não foi recompensado. “O torcedor fez a sua parte e temos de pedir desculpas”, disse Marquinhos.

    Segundo o técnico, os jogadores mostravam-se abalados e envergonhados por não terem conseguido retribuir a presença do torcedor. “O vestiário realmente teve um clima de tristeza grande por não dar uma vitória à torcida”, contou o treinador. Vale lembrar que o próximo jogo, contra o Oeste, será em Barueri (SP), sábado (12).

    Fonte:DOL

    CDeixe seu comentário!

      Atenção:
      Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.
      Você será banido caso comente ou incite o ódio gratuito ou poste spam.